WhatsApp  (11) 94482-9757 , (11) 2532-0272

 

 

Meu filho é Autista e agora?

 

O tempo após o diagnóstico de uma criança com um distúrbio do espectro do autismo pode ser confuso, consternado e duvidoso, mas é importante lembrar que a criança não é diferente do que era antes do diagnóstico e não deve ser tratada de maneira alguma diferentemente. 

 

Em seguida, é importante ler as últimas informações para entender o que é o autismo e como melhor abordar o tratamento para seu filho. Além disso, encontrar outras famílias com membros que tenham TEA (transtorno do Espectro Autista) em sua comunidade pode fornecer aos pais recém-diagnosticados uma fonte de aconselhamento e um sistema de apoio.

 

Antes de iniciar qualquer forma de tratamento, os pais devem perceber que, como "distúrbios do espectro", os TEAs afetam cada pessoa de maneira diferente e em um grau diferente; portanto, observar seu filho para ver seus pontos fortes e fracos pode ser eficaz ao procurar tratamento. 

 

Existem muitas formas de tratamento que as famílias podem investigar para ajudar com os sintomas de seus filhos. A pesquisa de todas as formas de terapia permitirá que os pais encontrem a terapia que melhor se adapte às necessidades de seu filho com TEA.

 

As famílias devem avaliar sua própria situação financeira ao iniciar esses tratamentos, que geralmente são caros e contínuos. Após o início dos tratamentos, é crucial entender que uma criança com TEA pode não experimentar grandes melhorias em seus sintomas em um curto período de tempo. Em vez disso, o tratamento dos sintomas de TEAs é um processo ao longo da vida, com melhorias ocorrendo com muito trabalho e investimento. 

 

Embora possa se tornar frustrante, é importante continuar os tratamentos para garantir o melhor resultado para o seu filho.

 

Tratamento

Do nascimento a 3 anos de idade!

A Intervenção Precoce, fornecendo terapia a indivíduos com atrasos no desenvolvimento antes dos 3 anos de idade, é uma das melhores maneiras de iniciar seu filho no caminho de realizar todo o seu potencial. 

shutterstock_186310154.jpg

 

 

Crie um ambiente seguro

Obviamente, seu filho é a mesma pessoa após o diagnóstico que era antes, então é provável que você já tenha modificado sua casa para ser segura para ele.  Certifique-se de que seu filho não pode abrir janelas e portas para passear em seu parque favorito. 

 

Se cuide!

As semanas e meses após o diagnóstico de uma criança são particularmente desafiadoras e desgastantes. Não se esqueça de reservar um tempo para cuidar de si mesma, mesmo que isso signifique fazer uma curta caminhada sozinha. 

 

Mantenha seu relacionamento com outros membros da família, seu parceiro e quaisquer outros filhos que possa ter. Descubra quais grupos de apoio aos pais existem na sua área e conheça outras famílias que estão na sua situação. 

 

Por fim, saiba que existem inúmeros recursos para ajudar sua família neste momento. Ao cuidar de si mesmo, você poderá usar melhor esses recursos e levar seu filho ao caminho do sucesso!

 

Fonte:

Autism Science Foundation

 

Seu filho é autista? Gostaria de mais informação a respeito? Visite nossa página sobre Autismo, clique Aqui!

 

Gostou desse conteúdo? Quer receber mais informações, dicas e relatos sobre as doenças neuromusculares e doenças raras? Inscreva-se em nosso Mailing!!! Clique no botão abaixo!!!